Salário mínimo nos Estados Unidos: Como funciona?

Muitas pessoas sonham em morar e trabalhar nos Estados Unidos, porém poucas sabem que as leis trabalhistas americanas são muito diferentes das brasileiras. Entre as diversas diferenças está o salário mínimo, que é calculado de forma distinta e depende das leis e regulamentações de cada estado americano.

Os estados americanos possuem mais autonomia e liberdade para criar leis do que os estados brasileiros. Por isso, muitas leis estaduais regulam os direitos e deveres dos trabalhadores americanos. É muito importante conhecer as leis e regras de cada estado antes de aceitar um emprego ou se mudar para os Estados Unidos, para evitar surpresas desagradáveis.

Salário mínimo

O salário mínimo nos Estados Unidos é calculado a partir da hora de trabalho e não mensalmente, que é como funciona no Brasil. O valor da hora a ser recebida irá depender do estado americano em que a pessoa trabalha.

O valor estabelecido nacionalmente é de US$ 7,25 por hora de trabalho. As variações estaduais, no entanto, podem mudar bastante o número: na Georgia, estado com salário mais baixo, a hora pode valer a partir de U$ 5,15. Já na Califórnia e em Massachusetts, o valor sobe para U$ 10,00 por hora de trabalho.

Apesar disso, existe uma lei nacional que busca regular os salários em todo o país. Caso o valor da hora estabelecido pela lei estadual seja superior ao valor da lei nacional, a lei estadual deve prevalecer. Ou seja, a lei que estabelecer o valor de hora mais alto deve ser respeitada em todos os contratos de trabalho.

Em alguns casos, de acordo com a atividade exercida pela pessoa, o salário mínimo poderá ser menor do que o estabelecido nas leis estaduais e federais. As categorias desses trabalhadores determinam quanto deve ser o salário mínimo.

No caso de horas extras, o pagamento também dependerá das leis estaduais. A lei nacional estabelece que não há um máximo de horas a serem trabalhadas em uma semana. Assim, diferente do que ocorre no Brasil, uma pessoa pode ultrapassar as 40h semanais. Nesses casos, o empregador deverá pagar o valor da hora de trabalho multiplicada por 1,5.

Pagamento

One hundred dollar notes are seen in this photo illustration at a bank in Seoul January 9, 2013. Japan's drive to weaken the yen poses a threat to big South Korean exporters such as Hyundai Motor, but Koreans may benefit as the new president aims to shift policy away from supporting big exporting conglomerates. The yen's tumbling by some 10 percent to the dollar in the December quarter at a time when the won has been on the rise sent the shares of big exporters falling and raised concerns among the policymakers in Seoul. Picture taken January 9, 2013. To match Analysis KOREA-CURRENCY/ REUTERS/Lee Jae-Won (SOUTH KOREA - Tags: BUSINESS)

Embora o salário mínimo nos Estados Unidos seja calculado a partir do valor da hora, o pagamento do salário pode ser realizado de diversas formas. Cada contrato de trabalho estabelece como e quando o pagamento irá ocorrer.

Como no Brasil, o mais comum é que os pagamentos ocorram mensalmente, mas podem ser feitos também a cada semana ou a cada 15 dias. Tudo dependerá do acordo existente entre empregado e chefe.

Gorjetas

Uma das vantagens do mercado de trabalho americano é o costume de dar gorjetas. De acordo com a função da pessoa, as gorjetas podem tornar o salário mínimo nos Estados Unidos bem maior do que o normal.

Por exemplo, os garçons costumam receber menos que o salário mínimo nos Estados Unidos, pois eles recebem muitas gorjetas, complementando a renda. A lei federal permite que o salário mínimo no Estados Unidos, para estes funcionários, seja de U$ 2,13. A valor, no entanto, tende a ser mais alto, podendo chegar até mesmo ao preço integral da hora.

Desvantagens

Apesar de o mercado de trabalho nos Estados Unidos oferecer diversas vantagens para os trabalhadores, existem diversas diferenças para o mercado de trabalho brasileiro que não são tão vantajosas quanto parecem.

Apesar de existirem leis regulando o salário mínimo nos Estados Unidos, não existem leis regulando o pagamento de um 13º salário ao fim do ano, o pagamento de férias e trabalho em feriados, e o pagamento de dias afastados do trabalho devido à doenças ou acidentes. Assim, para o empregado ser remunerado em alguma dessas situações, é preciso haver acordo entre empregado e chefe ou estar previsto no contrato de trabalho.

Veja também:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *