Salário mínimo França

Salário Mínimo na França: entenda como funciona

O salário mínimo na França está entre os melhores, em comparação aos países de porte significativo da União Europeia. Isso faz com que muitos trabalhadores de outros países procurem, no mercado francês, oportunidades de melhoria de vida.

Embora todo o contexto econômico global viva um momento de recesso, pode-se considerar a economia francesa bastante estável. Além disso, sua ação como uma dos países centrais do bloco europeu favorece o desenvolvimento de políticas benéficas para o país a longo prazo, no quesito econômico.

Saiba mais sobre o salário mínimo na França, assim como suas condições de trabalho:

Qual é o salário mínimo na França?

O salário mínimo na França é calculado por hora de trabalhado, e deve atingir determinados valor mínimos ao longo do mês. De forma resumida, são 9,67 Euros por hora, ou 1.467 Euros por mês.

O cálculo é realizado com base na perspectiva de sete horas diárias de trabalho, que devem ocorrer durante cinco dias da semana. Isso por que a jornada semanal, por lá, é de 35 horas, diferentemente das 40 determinadas no Brasil e em boa parte dos países ocidentais.

O módulo semanal de horas de trabalho começou a ser reduzido na década de 1980, e atingiu o tempo atual no início dos anos 2000.

Qual a situação econômica da França?

A França, frente à economia global de forma geral – que passa por dificuldades, possui uma das maiores estabilidades entre os grandes países do bloco europeu. Com um PIB de 2,5 trilhões de dólares nominais em 2016, é a sexta maior economia do mundo, ou a nona maior economia em termos brutos.

O país possui uma baixa dependência da agricultura, que  possui a vantagem de produzir alto valor agregado, e cerca de 20% da economia é industrial. Pouco menos de 80% dedica-se ao setor de serviços, incluindo o turismo, que é uma enorme fonte de arrecadação local.

O níve de inflação é bastante baixo, o que torna o salário mínimo na França bastante estável, apesar do alto custo de vida. Além disso, o salário médio bruto gira em torno dos três mil dólares mensais, o que representa quase do dobro do valor mínimo.

Qual o nível de emprego francês?

A frança possui cerca de trinta milhões de trabalhadores, sendo mais de 70% deles alocados para o setor de serviços. Sua taxa de desemprego representa quase 10% da população, embora demonstre uma tendência de declínio.

Quais são os direitos trabalhistas na França?

A França está entre os países de porte significativo com um estado de bem estar social altamente desenvolvido, o que reflete em uma série de garantias para os trabalhadores. Exemplo disso é a jornada de trabalho semanal de 35 horas – significativamente reduzida.

Além disso, férias de trinta dias anuais e licenças diversas fazem parte do contexto trabalhista francês. O ponto mais forte do modelo francês, no entanto, é um forte sistema previdenciário que, apesar de custar muito para o Estado, garante uma série de benefícios e seguranças para o trabalhador, em caso de emergências.

Atualmente, fala-se na flexibilização de diversos pontos trabalhistas. Em outras palavras, a ideia é reduzir algumas das garantias de trabalho com a intenção de produzir mais vagas de emprego. No entanto, as discussões ainda correm em nível governamental.

Vantagens e desvantagens

Assim como todo contexto econômico, a França apresenta uma série de vantagens e desvantagens em sua economia. De forma resumida, pode-se destacar como vantagens:

  • O salário mínimo na França é razoavelmente alto em comparação ao contexto europeu;
  • Bom nível de garantias trabalhistas e previdenciárias;
  • O salário mínimo na França garante bom poder de compra, especialmente fora de grandes centros urbanos;

Entre seus aspectos mais negativos, por outro lado, destacam-se:

  • Tendência de redução das garantias trabalhistas;
  • Cobrança de tributos sobre a arrecadação é alta, especialmente para salários mais elevados (podendo ser superior a 50% para grandes fortunas);
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *