Salário mínimo Irlanda

Salário Mínimo na Irlanda: saiba como funciona

Destino muito comum de brasileiros em intercâmbio, a Irlanda oferece boas oportunidades de trabalho, bom salário e uma série de benefícios estatais. O salário mínimo na Irlanda é considerado razoavelmente alto, embora sua economia não seja muito significativa em termos globais.

Além disso, quem trabalha integralmente e pode ter acesso a todo o sistema público irlandês tem acesso a uma série de vantagens, que tornam o salário mínimo na Irlanda ainda mais vantajoso. Entenda como funciona o mercado por lá, e qual o valor do trabalhador irlandês:

Qual é o salário mínimo na Irlanda?

O salário mínimo na Irlanda é definido por hora de trabalho. Por lá, o valor mínimo da hora de trabalho é de 9,25 Euros. Em geral, isso representa um total pouco inferior a 1.500 Euros mensais para jornadas de trabalho integrais. A forma de pagamento varia de acordo com a forma de contratação.

Apesar de ser um piso legalmente definido, é possível que o pagamento seja um pouco menor, em certas situações. É o caso de trabalhadores mais jovens, sem experiência, ou que realizem atividades em teste.

Pessoas com menos de um ano de experiência em seu trabalho, por exemplo, podem receber até 7,40 Euros por hora de trabalho, e entre um e dois anos de experiência, o valor sobe para 8,33 Euros por hora. Em outras palavras, a experiência é legalmente valorizada por lá, de forma que são estabelecidos diferentes patamares para estimular a contratação de pessoas jovens.

Qual a relação entre o salário mínimo e o poder de compra por lá?

Para quem planeja ir para lá, a boa notícia é que o salário mínimo na Irlanda costuma ser razoavelmente generoso em comparação aos custos de vida no país.

Em comparação a outros países europeus, boa parte dos custos básicos locais são baixos, e o salário é comparável ao dos países mais caros do bloco. Além disso, boa parte dos serviços de cuidados básicos são públicos, o que reduz parte dos custos.

Além disso, a inflação irlandesa é muito pequena. Em 2016, por exemplo, estima-se um processo deflacionário de 0,1% – ou seja, a inflação foi de -0,1% durante o ano. Isso dá força ao valor recebido pelos trabalhadores.

Qual a situação econômica da Irlanda?

A Irlanda não está nem perto de ser uma das maiores economias do planeta, com pouco mais de 0,3 trilhões de dólares de PIB. Isso coloca ela na posição 41 na lista das maiores economias globais. Por outro lado, sua economia é razoavelmente estável, e apresenta boas condições gerais.

Seu nível de desemprego é geralmente mantido abaixo dos 10%. Em 2016, a taxa de desemprego foi de 7,3%, o que indica bom nível de empregabilidade no país. Mais de 75% destes empregos estão relacionados ao setor de serviço.

Quais são os direitos trabalhistas na Irlanda?

Os direitos trabalhistas na Irlanda oferecem bom nível de proteção para o trabalhador, dado ao avançado estado de bem estar social no país. Com carga horária padrão de 40 horas, o limite máximo de trabalho semanal, incluindo horas extra, não deve ultrapassar 48 horas.

Além disso, férias de 4 semanas, licenças de saúde e maternidade também são direitos garantidos ao trabalhador. É necessário aviso prévio demissional, e há uma série de benefícios sociais para cidadãos irlandeses.

Vantagens e desvantagens

Entre os principais aspectos positivos do mercado de trabalho irlandês, destacam-se:

  • O salário mínimo na Irlanda é bastante alto, considerando-se o custo de vida local;
  • Há bastante segurança para o trabalhador, na legislação;
  • A Irlanda oferece uma série de serviços públicos gratuitos de qualidade, como o acesso à saúde;

Nos aspectos negativos, pode-se apontar:

  • Carga de impostos razoavelmente alta;
  • Menor remuneração nos anos iniciais de mercado;
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *