Salário mínimo Paraguai

Salário Mínimo no Paraguai: saiba como funciona

O salário mínimo no Paraguai é conhecido por nunca estar significativamente defasado, em função da política financeira do país. Apesar de representar uma mercado significativamente pequeno, com um nível de pobreza bastante alto, o Paraguai apresenta a vantagem de segurança do poder de compra para seus trabalhadores. Isso é um atrativo para brasileiros que conseguem boas propostas de trabalho por lá, indexadas pelo valor-base do salário mínimo.

É importante, no entanto, compreender como funciona essa equação, e qual o significado desta política de manutenção do poder de compra do salário mínimo no Paraguai. Entenda como funciona o mecanismo, e qual o estado da economia paraguaia:

Qual é o salário mínimo no Paraguai?

O salário mínimo no Paraguai, atualmente, é um pouco superior a 1.800.000 de Guaranis. Embora seja correto de dizer que todo trabalhador é milionário, por lá, isso não significa que o poder de compra seja exatamente alto.

Na prática, a cifra cheia de zeros representa em torno de 330 dólares mensais de salário. Ainda assim, em termos brutos, trata-se de um valor superior ao mínimo brasileiro, embora as condições gerais da economia sejam relativamente mais precárias.

Qual a relação entre o salário mínimo e o poder de compra por lá?

Um dos fatores mais interessantes do salário mínimo no Paraguai é a correlação entre a inflação e o poder de compra. Para evitar defasagem inflacionária do poder de compra, é legalmente previsto que a cada 10% de inflação cumulativa ao longo do tempo, o salário mínimo no Paraguai recebe um ajuste de salarial.

Isso significa que o governo, o mercado e os trabalhadores são capazes de prever a proximidade do novo aumento, além de não sofrerem com congelamentos salariais com a passagem dos anos. No pior dos casos, portanto, o valor de seu salário é mantido.

Qual a situação econômica do Paraguai?

A situação da economia paraguaia é consideravelmente precária em alguns aspectos, mas controlada em outros. O nível de desemprego e de inflação são controlados. A taxa de desemprego, por exemplo, costuma ser mantida abaixo dos 6%, o que é digno de países desenvolvidos.

O país possui um baixo nível de endividamento externo, e tende a ter balança comercial positiva, exportando mais do que importando. Seu PIB gira em torno dos 60 bilhões de dólares, o que é uma cifra tímida para uma nação.

Por outro lado estima-se que mais de um terço de toda a população paraguaia tenha arrecadação insuficiente para ultrapassar a linha da pobreza. Isso significa que um a cada três paraguaios não tenha remuneração suficiente para viver de acordo com o que seria globalmente considerado uma vida digna.

Vantagens e desvantagens

Assim como todos países, trabalhar no Paraguai possui vantagens e desvantagens no que diz respeito ao salário. Entre seus principais aspectos positivos, destacam-se:

  • O salário mínimo no Paraguai é relativamente alto, especialmente em frente ao custo de vida não muito elevado;
  • O poder de compra do salário mínimo no Paraguai costuma ser protegido da inflação, em função da política financeira do país;
  • As taxas de desemprego são baixas, o que indica oportunidades;

Por outro lado, entre os aspectos negativos, pode-se apontar:

  • Muitas das vagas de trabalho não são formais, e oferecem remuneração muito abaixo do mínimo estabelecido por lei;
  • Os níveis de pobreza são altos, o que acarreta em uma série de problemas correlacionados.
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *